Com o desenvolvimento tecnológico nas organizações, as demandas tornaram-se mais eficientes e os serviços internos mais ágeis. Com isso, o número de equipamentos tem aumentado excessivamente nas rotinas organizacionais, deixando os empregados expostos a variáveis fontes de radiação eletromagnética. Essas, têm diferentes tipos de frequência e potência.

Sabemos que a exposição humana a radiações ocorre em toda parte, seja por forças de alta voltagem e estações de transmissão; uso de eletrônicos e eletrodomésticos, como por exemplo, computadores, celulares e monitores de vídeo; e demais objetos radiantes.

Com toda essa exposição de forma involuntária, verifica-se a necessidade de determinar se existem possíveis riscos aos indivíduos expostos constantemente ao CEM.

Por que monitorar fontes de radiação eletromagnética 

Por vários anos, cientistas e especialistas no assunto apostaram que o campo eletromagnético (CEM) de baixa frequência não tivesse efeitos no material biológico do ser humano.

Essa teoria devia-se ao fato de o CEM não provocar a quebra de ligações moleculares de material genético. Ele também geraa uma quantidade insignificante de calor para aumentar a temperatura do tecido corporal.

Contudo, seguindo as tendências de pesquisas laboratoriais, constatou-se que esses argumentos estão incorretos, já que existem outras formas dos campos interagirem com células individuais para gerar tais alterações.

Por isso, estudos mostram que o CEM serve como um “estressor biológico”, e para colaboradores que estão constantemente em contato com esse campo, têm maior probabilidade de desenvolver doenças.

Portanto, um organismo fisiologicamente complexo como o ser humano, constituído por cerca de 5 trilhões de células e, exposto a radiações prejudiciais, sofre efeitos somáticos, restritos ao próprio corpo.

Além disso, já é constatado que tais mudanças genéticas oriundas da radiação podem ser transmitidas para gerações futuras. Para saber mais sobre a importância de monitorar fontes de radiação eletromagnética, acesse o nosso site para mais conteúdos.

Consequências geradas pelo CEM em humanos

Pesquisas feitas em trabalhadores que possuíam rotina ligeiramente intensa e sob exposição de recursos e ferramentas tecnológicas que continham quantidades excessivas de ímãs no ambiente organizacional, indicaram sintomas subjetivos distúrbios funcionais. Exemplos a citar são:

– Irritabilidade;
– Dores de cabeça;
– Perda de apetite;
– Coceiras;
– Queimação;
– Dormência;
– Etc.

Além disso, há estudos que comprovam a possibilidade do surgimento de patologias relacionadas ao aumento da temperatura corporal pela fricção das moléculas causadas pela exposição ao campo eletromagnético.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em razão dessa exposição, pode ocorrer o aparecimento de problemas como:

– Catarata;
– Glaucoma;
– Cardiovasculares;
– E nas demais áreas irrigadas do corpo.

Efeitos biológicos

Em termos de efeitos biológicos atérmicos, ou seja, problemas que não estão relacionados ao aumento da temperatura corporal causada exposição à radiação e, sim, ao contato constante, observa-se a possibilidade de distúrbios emocionais, bem como alteração no sono e de atividades epilépticas.

Além disso, de acordo com Ana Maria M. Marchesan, especialista em atividades radioativas, menciona relatos de severa diminuição de problemas causados pela exposição excessiva ao CEM como:

– Produção de leite;
– Emaciação;
– Abortos espontâneos;
– Natimortos.

Portanto, é importante verificar a quantidade de excessiva de exposição ao CEM nas organizações, para evitar possíveis complicações crônicas.

Sabemos que manter-se a par dos serviços organizacionais e garantir a eficácia dos processos para gerar estabilidade no mercado é fundamental, mas também é preciso dedicar-se a saúde dos colaboradores em longo prazo.

Gostou do tema? Agora que você já sabe da importância do monitoramento do campo eletromagnético nas rotinas empresariais, acesse o blog do Instituto Instronic e confira nossos conteúdos exclusivos. Para o seu aprimoramento profissional, também oferecemos diversos cursos. Confira!