Seja qual for o produto, é preciso realizar uma bateria de testes antes de colocá-lo no mercado. Isso, para garantir a sua eficiência e oferecer também proteção e segurança ao consumidor na hora da utilização. O teste de tensão aplicada é um deles, pois ajuda a saber se os equipamentos elétricos estão funcionando devidamente.

Muito além de uma prática que garante segurança, os testes são obrigatórios para alguns ramos da indústria, justamente para garantir ao consumidor a aquisição de um produto que cumpra sua função, sem arriscar o seu bem-estar. Para estes testes, há o uso de equipamentos e ferramentas específicas, que ajudam a pôr à prova os produtos.

Vamos neste post, explicar sobre o que é o teste de tensão aplicada e quais são os seus benefícios. Confira.

O que é e como funciona o teste de tensão aplicada?

O teste, também chamado de ensaio, é específico para materiais e equipamentos elétricos. A intenção é comprovar se as isolações estão funcionando corretamente. Para isso, o equipamento usado para o teste emite uma carga elétrica alta, que permite a constatação de que as instalações suportam realmente as cargas.

Esse tipo de teste é obrigatório para empresas que produzem materiais como disjuntores, capacitores, condutores elétricos, enfim. A aprovação nesse ensaio é requisito para colocação do produto no mercado, são provas que podem até destruir os aparelhos.

Podemos incluir também os eletrodomésticos de forma geral, que recebem testes para saber se a carcaça do produto permite que a corrente vá de um ponto a outro, sem ocorrer danos.

Quer mais conteúdo como este? Acesse o blog do Instituto Instronic.

Os benefícios desse tipo de teste para os equipamentos

Primeiramente, como já citamos, o maior benefício desse tipo de ensaio é ter a comprovação de que o produto oferece segurança para consumo e possui as suas características inerentes à sua função. Então, ao comprar o item em uma loja, o cliente tem a certeza de que não haverá riscos de perda do equipamento ou do próprio bem-estar durante o uso.

Além disso, trazendo para questões mais burocráticas, o fabricante também permanece dentro dos padrões legais do Inmetro para colocar o produto no mercado. Por isso, a ocorrência de ensaios faz mais um trâmite legal ser relacionado aos padrões de fabricação e que seja obedecido pela empresa.

A qualidade das funções desse tipo de item também é posta à prova durante os testes. Apesar de nem todo equipamento elétrico oferecer diretamente perigo ao consumidor, como luminárias, por exemplo, passar no teste, representa controle também de qualidade para o produto em questão.

O teste de tensão aplicada traz muitos benefícios, tanto para a empresa quanto para o consumidor final. Obedecer a esses parâmetros de controle de qualidade faz o produto desempenhar a sua função no mercado, mantendo o fabricante dentro das normas do Inmetro. Além disso, o produto permanece sendo útil para o consumidor, além de preservar a sua segurança com um todo.

Se você tem interesse em mais conteúdo, navegue pelo site do Instituto Instronic. Além do blog, você pode se inscrever em um dos cursos e se especializar na tecnologia. Confira.