A utilização de Equipamentos de Proteção Individual, os chamados EPI’s, é fundamental em várias atividades profissionais. Engenheiros, mecânicos, técnicas são alguns profissionais que precisam dessa segurança adicional na realização de suas funções. Uma destas atividades é a dos eletricistas.

Os EPI’s são fundamentais para os trabalhadores do segmento e, neste texto, apresentaremos os motivos desta afirmação. Também vamos apontar quais são os principais tipos de equipamento usados na proteção dos profissionais.

Importância dos EPI’s para eletricistas

Eletricistas realizam trabalhos fundamentais e, ao mesmo, perigosos. Por mexerem constantemente em fios e conexões, estão sob risco de terem complicações. Assim, para diminuir as chances de acidente, os EPI’s são essenciais e servem como protetores.

Isso porque eles podem evitar que o organismo do profissional fique exposto aos choques produzidos pelas correntes elétricas, por exemplo. Em casos extremos, pode-se chegar à eletrocussão. E isso precisa ser evitado, ao máximo, a partir de práticas de segurança.

Além disso, os equipamentos são importantes porque, em muitas ocasiões, os eletricistas ficam expostos em lugares altos ou nos quais está ocorrendo uma obra. Neste tipo de situação, sempre há riscos inerentes à atividade. Por isso, é essencial ter o máximo de proteção possível.

Antes de falarmos sobre exemplos de EPIs para esta área, convidamos o leitor a navegar e descobrir conteúdos que produzimos em nosso site. Assim, poderão aprender ainda mais sobre produtos do segmento elétrico.

EPIs essenciais para os eletricistas

Agora, para exemplificar melhor a importância dos EPIs, é necessário citar os principais equipamentos de proteção para quem trabalha no ramo elétrico. Para facilitar a visualização, dividiremos em pequenos tópicos.

1) Luvas e botas de proteção

Para começar, vale destacar as luvas e as botas de proteção. No momento em que está em contato com cargas elétricas, é fundamental que o eletricista consiga, ao máximo, isolar seu organismo das correntes.

Para isso, é necessário usar luvas ao mexer nos fios e, como os pés também estão em contato com o solo no local de trabalho, a bota também complementa o cuidado com a segurança, para evitar:

– Choques;
– Queimaduras;
– E até acidentes mais sérios.

2) Uniforme

Além das luvas e botas, o uniforme dos profissionais também precisa ser um equipamento de proteção.

As roupas são feitas exclusivamente com materiais que não tenham poder de conduzir energia, evitando possíveis riscos de acidente, se o pano acabar entrando em contato com fios e afins.

3) Capacete

Capacete é um EPI praticamente universal, valendo para profissionais de diversas áreas. Não é diferente com os eletricistas.

Por estarem expostos a alturas consideráveis, muitas vezes em obras nas quais passam máquinas, ferramentas e objetos pesados por perto, é fundamental o uso do capacete para proteção individual.

4) Cinturão

Por fim, ainda é importante lembrar do cinturão, usado para segurança. Ao trabalharem em alturas elevadas e espaços estreitos, os profissionais sofrem risco de queda.

Por isso, é essencial usar um cinturão, que deixe o eletricista preso a determinada estrutura, evitando a chance de que se desequilibre e caia.

Estes são os principais EPI’s da área de eletricidade. Como vimos, eles são fundamentais para a proteção dos profissionais deste segmento. Isso porque, eles estão expostos a riscos e precisam de cuidados especiais.

Mais uma vez, convidamos nosso leitor a navegar por nosso site. Na Instronic, você descobre outros conteúdos e conhece os produtos. Não perca tempo e saiba mais sobre o que fazemos e de que forma podemos ajudar quem confia em nosso trabalho.