O regulador de tensão de indução é um tipo de máquina elétrica na qual a tensão de saída pode ser variada de zero a um determinado valor máximo, dependendo da relação de voltas nos rolamentos primário e secundário. O rolamento primário é conectado ao circuito que deve ser regulado. Já o secundário é conectado em série com o circuito.

No artigo a seguir você vai conhecer mais sobre esses equipamentos e adquirir mais informações sobre o funcionamento dele.

Boa leitura!

Para que serve um regulador de indução

O regulador de indução é um dispositivo que fornece tensão de saída ajustável, variando o acoplamento indutivo entre um rolamento primário e um rolamento secundário ou acionado.

É muito semelhante a um motor de indução usado em construções, mas, ao contrário de um motor de indução, o rotor do regulador de indução é estacionário enquanto ajustado na taxa de transferência de energia elétrica desejada.

Transformadores elétricos fazem uso de indução eletromagnética para transferir energia elétrica do rolamento primário para o secundário. O rolamento primário é comparado ao estator no motor, enquanto o secundário é comparado ao rotor.

O equipamento tem polos primários onde a energia primária é transformada em intensidade de campo magnético. A intensidade do campo magnético e a relação de tensão resultante entre o rotor e o estator também são determinadas. Seja pela proximidade (ou falta dela) do núcleo magnético fixo e móvel.

A taxa de transferência de tensão e a taxa de transferência de energia são controláveis no regulador de indução. Ao ligar o rotor a um sistema de engrenagens, é possível ajustar, manual ou remotamente, a tensão necessária ou a taxa de transferência de potência entre o rotor e o estator.

Está disponível em versões trifásica e monofásica.

Antes de prosseguir, descubra mais sobre como utilizar o ultrassom para localizar (e corrigir) sistemas elétricos da sua fábrica.

Tipos de reguladores de tensão de indução

O regulador de voltagem de indução é classificado em dois tipos: o regulador de voltagem de indução de fase única (monofásico) e o regulador de voltagem de indução trifásico.

Indução monofásica

O rolamento primário é conectado através da alimentação monofásica e o secundário é conectado em série com as linhas de saída. O fluxo alternado é induzido no sistema e quando o eixo dos dois rolamentos coincide, todo o fluxo do primário é ligado aos rolamentos secundários e a tensão máxima é induzida no secundário.

O regulador de tensão monofásico não causa nenhuma mudança de fase. Os rolamentos primários são colocados em ranhuras no núcleo da superfície do núcleo cilíndrico laminado, uma vez que ele deve carregar pequenas correntes e ter uma pequena área condutora. O rotor do regulador consiste em rolamentos de compensação.

Indução trifásica

Os motores de indução trifásicos têm três rolamentos primários e três secundários. Eles devem ser espaçados a uma distância de 120º. Os rolamentos primários são colocados na ranhura de um núcleo de rotor laminado, e conectados através da alimentação CA trifásica.

Os rolamentos secundários estão em fendas de um núcleo de estator laminado e são conectados em série com a carga.

O regulador não requer nenhum rolamento primário e de compensação, pois cada rolamento secundário do regulador é acoplado magneticamente a rolamentos primários. Nele, o campo magnético rotatório de magnitude constante é produzido e, devido a esse, a tensão induzida no secundário é de magnitude constante. As fases do regulador variam com a mudança na posição do rotor no estator.

Viu só como o funcionamento do regulador de indução é interessante? Então, que tal continuar a sua leitura e compreender mais sobre monitoramento de desemprenho dos equipamentos elétricos? Acesse o site e saiba mais.