No setor industrial brasileiro, cerca de 68% dos consumidores de energia elétrica são motores elétricos. E muito do consumo dessa energia se dá pela utilização de equipamentos antigos e quase nada eficientes.

Motores que possuam mais tempo de uso conseguem reduzir a real rentabilidade e produtividade das máquinas, não só aumentando os custos operacionais de uma empresa como consumindo muito mais energia do que o normal.

É preciso se manter atento a todos os sinais que são dados para perceber se os motores estiverem já sem a capacidade necessária, já não tão eficientes quando deveriam realmente ser.

É aí que entra a importância de monitorar o desempenho de máquinas e materiais elétricos que são utilizados em sua empresa.

Manutenção_industrial_preditiva

Mas o que realmente determina a vida útil de um equipamento elétrico?

Não existe uma média de prazo exata da validade de um motor elétrico, mas o estimado é que o mesmo funcione por volta de 5 anos em bom estado. Passado esse tempo, as condições e funções passam a ser comprometidas pouco a pouco.

Existem alguns rolamentos que possuem vida útil de até 20 mil horas, de acordo com alguns fabricantes. A re-lubrificação deve ser feita com a indicação dos procedimentos na própria placa, que vem na identificação dos materiais. Isso inclui se atentar aos manuais de instruções e efetuar a manutenção periódica das máquinas além de, ao passar o período, efetuar a troca dos rolamentos subsequentes.

É muito importante compreender que as máquinas possuem alguns fatores que implicam diretamente no tempo de sua vida útil. Podemos destacar entres eles a maneira que as mesmas foram instaladas, condições de utilização e armazenamento das mesmas e, principalmente, a frequência de realizações de manutenções periódicas.

Manutenção preditiva

Um método muito eficiente, o acompanhamento preditivo, é essencial para a classe de motores elétricos. Através da manutenção preditiva, que é o monitoramento recorrente de todos os equipamentos elétricos, e de inspeções, são coletados diversos dados.

Nós da Instronic efetuamos testes de diagnósticos, elaborados pela manutenção preditiva, coletando dados como: índice de absorção dielétrica AD, índice de polarização IP, análise de alimentação e teste da influência do rotor RIC.

Os testes AD e IP, são necessários para conseguir avaliar como está a condição de isolamento do motor elétrico e de circuitos que estejam associados às máquinas. Acompanhamos a dissipação de correntes de carga elétrica, constatando como está a qualidade de isolamento interno do motor de máquinas elétricas, incluindo todos os materiais elétricos.

As medições de resistência, são feitas de 5 em 5 segundos, mostrando como estão os perfis dos índices de polarização, e é através desses mesmos índices, que conseguimos avaliar se o motor está com algum tipo de contaminação ou mesmo para avaliar o nível de envelhecimento do mesmo. Além de também verificar possíveis fugas de eletricidade à terra.