Quando falamos sobre instalação elétricaa fotovoltaica, descobrimos que não é de hoje que reguladores nacionais e internacionais estão em busca de melhorias nas regulamentações já existentes.

Também estão buscando novas tecnologias para acompanhar testes e manutenções. Dessa maneira, será possível criar um quadro mais adaptável, proporcionando maiores desenvolvimentos na área de energias renováveis.

Quando comparamos, por exemplo, o corpo humano ao sistema fotovoltaico, vemos que são como exatamente seria o coração. Assim, agem como a máquina principal do sistema.
manutenção painel fotovoltaico
E é exatamente por isso que é tão imprescindível, testar e avaliar todos os módulos fotovoltaicos antes, durante e após a implantação de um projeto.
A energia solar é produzida por uma radiação eletromagnética, em que a mesma possui partículas chamadas de fótons. Eles são os responsáveis pela transmissão de energia.
Para medir a energia de um fóton, tudo dependerá de suas características espectrais da fonte, variando inversamente ao comprimento de onda de sua emissão eletromagnética.
Hoje faremos um pequeno resumo, de como você pode aprender da melhor maneira, fazer a manutenção e a certificação em instalações fotovoltaicas. Acompanhe.

A importância dos testes nas fotovoltaicas

Agora que você já sabe o que são os testes em sistemas e instalações fotovoltaicas, vamos falar sobre a importância em realizá-los.
A associação em série – paralelo das células solares – é o que resulta no módulo fotovoltaico em si. Produzindo assim corrente e tensão, que sejam adequadas às diferentes aplicações elétricas que serão destinadas.
Para proporcionar a proteção necessária, contra danos externos e/ou mecânicos, o conjunto de células é encapsulado, proporcionando maior segurança à operação do sistema.
Exatamente na parte de trás do módulo fotovoltaico, você perceberá a caixa de junção, que está colocada junto dos diodos de by-pass. Esses últimos são responsáveis por toda drenagem da corrente elétrica, causando o efeito de hot-spot, que é proveniente da área sombreada, encontrada nos próprios módulos.
A conexão é realizada através do conector MC4, fazendo uma conexão elétrica perfeita entre todos os módulos fotovoltaicos da instalação. Garantindo que dessa maneira, não aconteça nenhum ponto de aquecimento, tampouco perdas elétricas e dando total segurança contra possíveis choques diretos ou indiretos, durante a instalação.

Conversão fotovoltaica

A conversão fotovoltaica é dividida em 3 princípios importantes:

1) Excitação dos portadores de carga, por conta da absorção da luz;
2) Separação dos portadores de carga;
3) Coleta dos portadores de carga, diretamente nos contatos metálicos da célula – bandas de conduções.
Para tanto, precisam atende aos pré-requisitos de desempenho, qualidade e design. Assim, os módulos podem apresentar diversos problemas, em especial, por conta da falta de qualidade de fabricação dos mesmos.
Entre eles, podemos destacar:
  • fissuras na célula;
  • falhas de solda;
  • delaminação;
  • corrosão das trilhas;
  • interconexões quebradas;
  • perda de isolamento elétrico;
  • falhas na conexão na caixa de junção e no conecto MC4;
  • descoloração do encapsulante – EVA;
  • Hot-spot ou vidro quebrado.
Esse foi um resumo das atividades relacionadas às Instalações Elétricas Fotovoltaicas. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com o Instituto Instronic. Contamos com a colaboração de diversos instrutores certificados além de uma equipe de vendas especializada e a expertise de uma empresa que está no mercado há mais de 40 anos.
Assim, podemos contribuir com dicas e orientações no momento de instalar, avaliar e efetuar a manutenção em sistemas de painéis solares.