A análise termográfica, é uma técnica de manutenção preditiva, baseado em um ensaio não destrutivo (END) que utiliza câmeras e sensores infravermelhos para medição de temperatura e distribuição de calor, com o objetivo de detectar problemas em sua fase inicial e precisamente no local afetado.

Com essa técnica, caso haja desconfiança de alguma situação, não é necessário interromper processos, desmontar equipamentos ou quebrar paredes para inspeção.

câmeras térmicas

Podemos citar 3 principais setores para utilização desta tecnologia:
  • Manutenção preditiva;
  • Prevenção de incêndio;
  • Segurança pública e privada.
Como funciona a análise termográfica?
O olho humano só enxerga uma pequena parte de todas as radiações existentes. Chamamos a parte que podemos enxergar de radiação visível, ou espectro visível, mais conhecida pelas cores do arco-íris. O espectro visível vai da cor vermelha, que tem menor energia, até a violeta, cor mais energética.
Todos os seres vivos e objetos emitem radiação, e essa radiação ocorre em função da temperatura. Quanto maior a temperatura, maior a quantidade de radiação. A radiação associada à temperatura é a radiação infravermelha.
Em altas temperaturas, a partir de 500ºC, a radiação começa a entrar no espectro visível. Quando esquentamos a resistência de um forno elétrico ou o carvão está em brasa, por exemplo, os materiais ficam avermelhados. Fora esses casos específicos, nosso olho não consegue enxergar calor, e precisamos da ajuda de câmeras.
Benefícios
 
Entre os pontos positivos de uma manutenção através de Análise Termográfica, estão a redução dos custos de manutenção, aumento da disponibilidade dos aparelhos e uma melhora considerável na produção, além de:
  • Identificar possíveis falhas antecipadamente;
  • Aumentar a segurança em locais sem iluminação;
  • Reduzir os estoques de peças sobressalentes;
  • Reduzir custos operacionais;
  • Diminuir os riscos de incêndio.
Câmeras infravermelhas
As câmeras de infravermelho, também conhecidas por câmeras térmicas, são dispositivos optoeletrônicos destinados a perceber imagens na faixa de radiações infravermelhas do espectro eletromagnético e convertê-las de forma sistemática à faixa visível do espectro, permitindo assim que os seres humanos literalmente observem as imagens térmicas geradas pelos corpos em temperaturas próximas à do ambiente.
Essa imagem, a princípio, é convertida em tons de cinza, indo do preto — para objetos frios — ao branco — para objetos quentes.
É necessário um software para interpretar e converter a imagem para que seja colorida.
Click no link abaixo e descubra as principais aplicações das Câmeras Térmicas.